Boas práticas para certificações FCC e ISED

A Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos regulamenta todos os produtos que contenham transmissores de rádio - como dispositivos de telecomunicações, satélite e comunicação por cabo - garantindo a correta aplicação da Lei de Radiocomunicações. Para o mercado canadense, entretanto, os mesmos produtos são regulamentados pela Inovação, Ciência e Desenvolvimento Económico (ISED).

A principal função destes dois órgãos é definir os requisitos mínimos para garantir que os equipamentos eletrónicos não produzam emissões de rádio arriscadas para a saúde humana e as telecomunicações.

Este procedimento exige que a empresa responsável pelo produto obtenha um certificado da FCC identificador chamado Código do Beneficiário. Este identificador é necessário apenas uma vez e constituirá os primeiros caracteres de todos os códigos ID da FCC que serão atribuídos aos diversos produtos dessa empresa.

Além disso, é solicitada a nomeação de um agente da FCC nos EUA, responsável por representar o fabricante ou importador em todas as interações com a FCC no que diz respeito à certificação e autorização de seus equipamentos. O agente deve ter com sede nos Estados Unidos e estar autorizado a receber notificações legais e outros documentos oficiais em nome do fabricante ou importador.

Certificações FCC e ISED: os produtos envolvidos

O quadro regulamentar acima referido diz respeito à faixa dos 9 KHz aos 3.000 GHz e envolve três tipos de equipamentos. Vamos falar sobre o emissores intencionais (que, como o nome sugere, transmitem intencionalmente radiofrequência), de emissores não intencionais (em que a energia eletromagnética é gerada, mas não irradiada) e o emissores incidentais que geram distúrbios como efeito colateral de seu funcionamento.

A colocação deste tipo de dispositivos nos mercados norte-americano e canadiano exige o cumprimento de requisitos específicos de conformidade legislativa, bem como a elaboração de documentação técnica correta.

Para agilizar e facilitar as fases de avaliação da conformidade e certificação de um produto, é útil enfatizar alguns aspectos focais durante a fase de desenvolvimento. Abaixo segue uma série de considerações e “boas práticas” para projetar de forma eficaz, garantindo maior linearidade nos processos de certificação.

Design considerando o Regulamento

O design ideal de um produto - além de considerar requisitos técnicos, custos e assim por diante - não deve ignorar o consideração dos mercados-alvo e a legislação que será aplicada a esse produto.

Portanto, é apropriado na fase de desenvolvimento encontre todas as informações sobre regulamentos e legislação e planejar, idealmente, testes preliminares (testes de pré-conformidade) em laboratório competente. A documentação deverá ser preparada nesta fase para tornar o projeto eficiente; portanto, é altamente recomendável entrar em contato com um laboratório com experiência adequada em certificações FCC/ISED.

Considere as perspectivas futuras

Na fase de design, uma abordagem chave é aquela relacionada com conceito de flexibilidade. Tornar um dispositivo facilmente modificável para adaptá-lo às novas condições de um mercado futuro é uma abordagem vencedora. Nesta perspectiva, será apropriado fazer escolhas tecnologias seguras e flexíveis e identificar componentes de marcas bem posicionadas e confiáveis, para garantir solidez prolongada.

Escolha o módulo de rádio adequado

Antes de se equipar com um módulo de rádio, é aconselhável certificar-se de que as bandas utilizadas, o próprio módulo de rádio, estão compatível com os mercados onde você deseja comercializar o dispositivo. À luz de obter uma certificação FCC ou ISED, um aspecto que precisa ser avaliado é a escolha entre um módulo de rádio que já possui certificação e um módulo de rádio que precisa ser certificado do zero.

No primeiro caso, de facto, poderá beneficiar de um caminho de certificação de produto mais simples, reduzindo custos, embora ainda valha a pena avaliar a conformidade do módulo de rádio na aplicação final. Contudo, se o módulo de rádio necessitar de certificação, será necessário realizar uma série de testes o que tornará todo o processo mais demorado, mais caro e mais complexo. Sempre que possível, optar por um módulo de rádio já certificado é uma boa estratégia de simplificação.

Documentação técnica e rotulagem

documentação técnica tem um papel primordialobtenção de certificações FCC e ISED e deve ser realizado paralelamente às fases de projeto e testes laboratoriais e com a mesma consideração prioritária. A etiqueta deverá então ser adaptada aos requisitos específicos relativos ao país em que o dispositivo será comercializado, tendo em conta as redação obrigatória e as necessidades hipotéticas de embalagem para produtos de pequeno porte.

Lembramos que para o mercado dos EUA, com base no tipo de equipamento de rádio, existem dois procedimentos de aprovação possíveis: o Declaração de Conformidade do Fornecedor (onde a parte responsável realiza medições e testes para garantir que o produto está em conformidade com os padrões) e o Certificação, necessário para aprovação de qualquer dispositivo sem fio.

Para dispositivos que incluem transmissores de rádio e circuitos digitais são ambos os procedimentos são necessários. Alternativamente, apenas a Certificação pode ser utilizada para demonstrar a conformidade do produto combinado completo.

Sicom Testing oferece aos seus clientes uma serviço completo Marcação FCC para todos os casos indicados acima, incluído registro da empresa na FCC (código do beneficiário) e a função de agente representativo responsável. Serviços semelhantes também são oferecidos para o Canadá de acordo com regulamentos específicos.

Para solicitar mais informações sobre este tema, escreva para info@sicomtesting.com
ou ligue para +39 0481 778931.

Artigos relacionados

controle de acesso RFID conformidade Roteador de modem Compatibilidade eletromagnética Um aniversário

Perguntas e comentários

Se você tiver alguma dúvida ou comentário
Sicom Testing terá prazer em responder você.