Dez pontos pela Directiva Europeia sobre equipamento de rádio

10690270_ 792780530764229_3284411276548428180_n

2014/53/UE directiva do Parlamento Europeu e do Conselho, de 16 Abril 2014

publicado no jornal oficial da União Europeia em 22.05.2014

Em data 22.05.2014 o diário oficial publicou o novo Directiva Europeia 2014/53 promulgada pelo Parlamento e Conselho Europeu e dada a equipamento de rádio que difundem, emitir ou receber efeitos de comunicação de rádio de ondas de rádio ou intencionalmente rádio determinação e sistematicamente, utilizando o espectro de radiofrequências.

Os equipamentos terminais, uma linha fixa não está incluído na Directiva.

O recém lançado 1999/5/CE revoga a directiva como propenso a sucessiva e substancialmente alterado e, portanto, escoados para fins de clareza.

EM BREVE, 10 PONTOS RETIRADOS DA DIRECTIVA

1 – Este transmissor não deve causar interferência prejudicial e indesejadas emissões de ondas de rádio (em canais adjacentes) deve ser limitado a um nível que, o estado de progresso tecnológico alcançado, para evitar interferências prejudiciais;.

2 – O receptor, Quando apresentam, deve possuir um nível de desempenho que permite que um regolarefuznionamento e protegê-lo do risco de interferências prejudiciais (compartilhados de canais e adjacentes).

3 – A capacidade do receptor é considerada um fator importante para garantir o uso eficiente do espectro de radiofrequências: Ele deve ter resistência suficiente contra interferências prejudiciais e sinais indesejados.

4 – Interoperabilidade entre equipamentos de rádio e acessórios, para certas categorias ou classes, deve fornecer um padrão (Carregadores) a fim de reduzir o acúmulo de resíduos e desnecessários de custos.

5 – A proteção de dados pessoais e da privacidade dos usuários de equipamentos de rádio e a proteção de fraude, precisam ser melhoradas através do desenvolvimento de adequados recursos implementados em produtos.

6 – O equipamento deve suportar o acesso aos serviços de emergência, bem como o projeto deve incluir o desenvolvimento para o uso fácil, até mesmo por pessoas com deficiência.

7 – Capacidade de upload ou modificar o software somente se o equipamento não está comprometido..

8 – Exigência de registro em um sistema centralizado de equipamentos de rádio destinados à colocação no mercado de ’ para melhorar a eficiência e a eficácia do ’ ’ vigilância do mercado e contribuir para elevar o nível de conformidade com a presente directiva. Esta exigência implica custos adicionais para os operadores económicos e, portanto, deve ser introduzida apenas para categorias de equipamentos de rádio para a qual ainda não foi atingido um alto grau de conformidade.

9 – Para os fabricantes, não há nenhuma notificação prévia de termos informações de uso equipamento de rádio que utilize bandas de frequência não harmonizadas. O sistema de Sistema de informações de frequência de ECHO (EFIS) Escritório de comunicação Europeia (ECO) está disponível para fabricantes que podem buscar informações sobre a frequência para todos os Estados-Membros e avaliar se, e em que condições, tais equipamentos de rádio podem ser usado todos os ’ dentro de cada Estado-membro.

10 – Para efeitos de promoção, actividades de demonstração todas as ’ feiras, exposições e eventos é possível expor o não cumprimento da presente directiva de equipamentos de rádio e que não podem ser colocados no mercado desde que os expositores devem assegurar que ambos um nível suficiente de informação à disposição do público.

A versão completa é dada no link: http://EUR-lex.europa.eu/legal-content/en/TXT/?URI = uriserv:JO. _ L. 2014.153.01.0062.01.ITA

(Foto por sscreations)

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *